Nossos Mestres

MANOEL SANTEIRO

Img 1793.profile

Manoel Santeiro

Madeira
Ibimirim


Discípulo de outros importantes mestres pernambucanos, Manoel Cordeiro de Sá Filho, mais conhecido como Manoel Santeiro, nasceu no município de Floresta, onde trabalhou como agricultor por muitos anos, mas foi em Ibimirim, no Sertão do Estado, que sua vida mudou. Na época, a convite de um cunhado, ele aprendeu, com muita dedicação, o ofício de talhar madeira.  

“Comecei lixando a peça e sempre observava como ele (cunhado) trabalhava. Com pouco tempo já utilizava ferramenta pra dar um acabamento melhor. Ele falava como era pra eu fazer e eu ia fazendo direitinho. Passei um ano e seis meses aprendendo com ele, e nesse tempo eu aprendi a fazer três peças: São Francisco, São Pedro e São Judas Tadeu”.  

Especialista na arte santeira, o mestre utiliza em suas criações a madeira imburana desde os anos 80. Ele, inclusive, afirma que seu estilo tem uma pegada bastante popular, porém com um toque barroco. “Hoje em dia o meu trabalho já está muito mais evoluído do que quando comecei. A mistura desses dois estilos faz uma diferença muito boa”.  

Apesar de não terem cores fortes, as peças de Manoel Santeiro possuem bastantes expressividades nos gestos e fisionomias. Um dos maiores marcos na carreira do mestre foi ter sido escolhido pelo ex presidente Fernando Henrique Cardoso para presentear o Papa João Paulo II com uma imagem da Santa Paulina, a primeira santa católica brasileira.  

Na Alameda dos Mestres da Fenearte, o artista expõe e comercializa suas peças desde o ano de 2010.  

CONTATO: 

Av. Inês Rolim, 130, Lages – Ibimirim

(87) 98844.0501

Texto: Yasmim Dicastro l Fotos e vídeo: César de Almeida




MÍDIA



Veja também:

- Acesse ao site do governo www.pe.gov.br
- www.fenearte.pe.gov.br